Professores apresentam a melhor forma de planejar o seu estudo

library-2616960_1920

O professor John Dunlosky, da Kent State University, em Ohio, nos Estados Unidos identificou a melhor organização de estudo para a fixação daquilo que é estudado. A técnica é conhecida como “Prática Distribuída”, vamos ver como funciona:

  1. A repetição e a lei do uso e desuso.
  2. O que significa distribuir o estudo?
  3. E as características individuais?
  4. Como aplicar ao seu estudo.

 

1.A repetição e a lei do uso e desuso.

Como explicamos mais detalhadamente na melhor forma de estudar para concurso, a lei do uso e desuso deve ser levada em consideração no seu momento de estudar. O cérebro descarta aquilo que parece não ser importante e armazena as informações relevantes. O desafio é: como informar ao cérebro que determinada informação deve ser armazenada?

A resposta está na repetição. Se você estuda repetidamente certos assuntos, o seu cérebro interpreta que estes são importantes para você e, assim, os armazena. Porém, repetir sem estabelecer critérios claros significa perda de tempo. Imagine repetir todos os dias os mesmos assuntos, seria humanamente impossível, especialmente para um concurseiro, que normalmente não tem muito tempo para estudar.

guy-2557251_1920

  1. O que significa distribuir o estudo?

Para evitar perder muito tempo nas repetições, ou revisões, você precisa distribuir o estudo de assuntos novos e as revisões ao longo do tempo. Você não vê ninguém ir para uma apresentação de dança praticando apenas na véspera do evento.

O mesmo deve ocorrer nos outros setores da sua vida, especialmente no estudo para concursos. O grande volume de conteúdo  demanda uma dedicação de longo/médio prazo (depende do tipo de concurso, para descobrir se o seu concurso é de longo o médio prazo, leia o plano de estudo para concurso).

Não é possível fixar satisfatoriamente o conteúdo necessário para ser aprovado estudando apenas nas semanas que antecedem a prova. Distribua os assuntos em doses menores, ao longo do tempo, e perceba que você estará bem mais preparado.

laptop-2558666_1920

  1. E as características individuais?

Você pode estar se perguntando: “Mas eu sempre estudei na véspera e me dei bem, as pessoas são diferentes, será que este método é realmente adequado para mim?”

Dunlosky defende que as melhores técnicas, como a Prática Distribuída, funcionam para todos. Podemos afirmar que o estudo de véspera é interessante para resultados imediatos, naquele modelo de prova das escolas e faculdades. Entretanto, não é eficaz em provas de concurso.

Os concursos exigem muito mais conteúdo e não é possível aprendê-los em pouco tempo. Inclusive, o estudo de véspera não consegue ser eficaz para a real fixação de conteúdo nem mesmo nas provas escolares e universitárias. São imediatistas, o verdadeiro aprendizado fica negligenciado.

study-2878939_1920

  1. Como aplicar ao seu estudo.

Diante disto, dilua todo o conteúdo ao longo do tempo para que você possa revisar frequentemente aquilo que está estudando. Para evitar a perda de tempo das repetições, aplique os intervalos da revisão espaçada. Através deles, não é necessário revisar tudo, todos os dias. Você só estudará aquilo que realmente precisa e quando efetivamente é necessário, isto é, na véspera do esquecimento.

No artigo sobre a melhor forma de estudar para concurso, mostramos os intervalos. O nosso site possibilita que você crie material para utilizar gratuitamente o nosso sistema de revisão espaçada. Diariamente, informamos o que você deve estudar, experimente para saber o que estudar para concurso. Bom estudo concurseiros!

Tem alguma dúvida? Discorda ou concorda com o texto? Deixe a sua opinião nos comentários, vamos ter o prazer de lhe responder 🙂

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *